25/09/2013

Consultoria Empresarial - Orientações

Atualmente percebemos que esse mercado de consultoria empresarial está ficando cada vez mais “pulverizado” e como conseqüência, cada vez mais barato, ou pior, cada vez mais “prostituído”. É por esse e outros motivos que em algumas empresas, em vez do sistema de gestão proporcionar resultados positivos, acabam por “engessar” e “complexar” processos e pessoas, levando a organização á fadar ao abandono e fracasso do sistema de gestão da qualidade.
Para que isso não aconteça, o próprio Comitê Brasileiro da Qualidade ABNT CB 25 responsável pela norma ISO 9001 no Brasil, disponibiliza um documento, para “ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA”. Nas páginas 05 e 06 desse documento, contém valiosas informações que a empresa que busca contratar uma consultoria, quanto também a própria consultoria, devem conhecer. Segue o texto na íntegra:“A utilização de serviços de consultoria para suporte na implantação de um sistema de gestão da qualidade é uma opção que fica a critério de cada organização. A menos que a Organização disponha de pessoal experiente nesse assunto, e decida implantar com pessoal próprio, muitas vezes é fundamental contar com especialistas externos para assessorar na busca do sucesso na implantação de seu sistema, a custos otimizados. Deve-se ter sempre em vista que a qualidade dos serviços prestados por uma Consultoria é muito influenciada pela forma como a contratação é efetivada. Antes de decidir pela contratação, verifique se existe real necessidade de buscar o auxílio de consultores externos. Não contrate se os objetivos não estiverem claramente definidos. Avalie se a contratação de serviços de consultoria precisa ser realizada para a implantação completa do Sistema de Gestão da Qualidade da Organização, às vezes, a contratação de apenas algumas atividades pode ser o suficiente, como por exemplo, a contratação de serviço de auditoria interna que pode auxiliar a Organização na formação dos seus próprios auditores internos colocando-os como trainee no contrato com a consultoria.

Há vantagens e desvantagens no uso de consultoria na implantação de sistemas de gestão da qualidade. A principal vantagem tende a ser a agilização do processo. A principal desvantagem é se ter um menor processo de aprendizado na situação de trabalho, perdendo-se a oportunidade de melhor consolidar os conhecimentos adquiridos ao longo dos trabalhos.

Abaixo são apresentadas sugestões para a contratação de consultorias e consultores para atuarem na implantação de sistemas de gestão da qualidade. Sugere-se, também, consultar a norma ABNT NBR ISO 10019 – Diretrizes para a seleção de consultores de sistemas de gestão da qualidade e uso de seus serviços.

Assim sendo:
• analise se sua empresa não dispõe de pessoas capacitadas, de tempo, de informações e de recursos para conduzir os trabalhos de implantação do sistema de gestão da qualidade;
• analise a adequação da estratégia de implantação em relação à cultura da organização, metas estabelecidas e condições a serem impostas contratualmente;
• analise a forma de contratação e suas conseqüências para a organização, levando em conta os limites e a capacidade da consultoria para as situações que possam trazer impactos ao planejamento e execução da implantação do Sistema de Gestão da Qualidade - SGQ;
• verifique se o instrumento contratual deixa claro: os objetivos, a abrangência dos serviços, os recursos envolvidos, o prazo, o preço e a forma de pagamento;
• discuta prazos de execução de projetos e preços e leve em conta a relação custo/benefício, antes de formalizar um contrato com a empresa de Consultoria;
• procure, sempre, conhecer outras experiências, ou seja, empresas que já realizaram essas contratações, principalmente se forem seus fornecedores ou clientes, para auxiliar na sua decisão; nunca abra mão do controle das decisões em sua empresa. Você e sua equipe são as pessoas que mais entendem dos negócios de sua organização. Entenda o papel da consultoria como de assessoramento ao corpo técnico e gerencial de sua empresa e verifique se a proposta de consultoria prevê o início e o fim do trabalho de forma que, ao final da implantação, sua empresa tenha condições de operar o sistema sem a presença da consultoria;
• acompanhe de perto o andamento dos trabalhos. Controle e avalie os resultados obtidos. Não permita que a consultoria limite-se a fornecer um “pacote” por ela desenvolvido. Verifique se os trabalhos são executados coerentemente com as especificidades de sua organização. Crie um ambiente de aprendizado, de forma que os conhecimentos desenvolvidos ao longo do trabalho de consultoria fiquem consolidados em sua organização e não se percam ao final da consultoria;
• não aceite a venda casada "consultoria-certificação" pois a mesma caracteriza conflito de interesse e colabora para a redução da credibilidade da certificação do seu Sistema.

Às vezes esta opção se apresenta a uma organização que tem preferência por uma consultoria que faz parte de um Grupo ao qual também pertence um organismo de certificação. Se for feita a opção de contratação de consultoria que se encontra nesta situação, em hipótese alguma, a equipe do organismo de certificação a ser contratado deverá ser a mesma da consultoria.
Existem muitas opções de organismos de certificação e de consultorias competentes.
Deve-se, sempre que possível, dar preferência às consultorias que não tenham vínculos com algum organismo de certificação, pois tal procedimento fortalece a credibilidade da certificação.

A contratação de uma consultoria vinculada a uma organização certificadora é condenada pelas práticas internacionais e nacionais de certificação. Quando isso for inevitável, a contratação deve ser cercada de cuidados, para que se evite conflitos de interesse e verifique se as equipes de consultoria e de certificação são distintas.

Quando optar por contratar uma Consultoria, esta deverá:
• comprovar, através de referências de projetos já realizados, a competência necessária (capacitação técnica, treinamentos e experiência profissional) para conduzir e coordenar os projetos, pelos quais será responsável; 
• apresentar, quando solicitado, as devidas comprovações e certidões negativas, que demonstrem a conformidade da empresa de consultoria com a legislação tributária, fiscal e com o recolhimento de impostos associados à prestação dos seus serviços, bem como, se a mesma encontra-se estabelecida formalmente para atendimento e suporte aos clientes.
Fonte: www.abntcb25.com.br